top of page
Busca no site

201 itens encontrados para ""

  • MAGNA DIY

    Em algum momento da vida, você deve ter escutado algo sobre o termo DIY. Da sigla DIY, “do it yourself”, ou ainda, “faça você mesmo”, pode ser considerada uma filosofia de vida, onde a pessoa deseja se aproximar de todas as etapas da produção das coisas e assim diminuir a alienação ao trabalho e suas etapas. É um movimento que surgiu nos Estados Unidos na década de 20, quando algumas pessoas precisavam de formas alternativas de reformar as suas casas sem gastar tanto dinheiro. Com o passar dos anos e o crescimento das redes, o movimento virou febre no Youtube com vídeos de todas as categorias de DIY. E claro, além da economia e o conhecimento adquirido, o conceito deste termo também é importante para a preservação do meio ambiente, uma vez que objetos que iriam pro lixo ganham outra utilidade. Aqui na Magna Mater apoiamos a iniciativa do consumo consciente!! Nós mesmos começamos assim e gostamos de incentivar o que está em sintonia com nossa visão de um mundo melhor. Sabemos também o quanto é difícil conseguir matérias prima de qualidade e resolvemos compartilhar o acesso aos nossos fornecedores através da linha Magna DIY junto ao Manual DIY com explicações mais técnicas e receitinhas.

  • Boletim de Primavera 2022

    É chegada a estação das cores, flores e aromas! Com ela, chegou também a segunda edição do nosso boletim de Primavera. Convidamos todos a se relacionar com a natureza, compreendendo seus ciclos e respeitando seu tempo e espaço. Desta vez trouxemos para perto a primavera brasileira. Quais características marcam esta estação? Como seu humor lida com essas mudanças do clima? Quais são as atividades mais interessantes nesta época do ano? Neste boletim compartilhamos novas dicas e mais sugestões! Esperamos que gostem! Clique aqui e baixe o boletim!

  • Pracaxi

    Origem: Floresta Amazônica Tipo: árvore Altura: até 14 metros Uso: cosmético, medicinal Pracaxi é um membro da família Fabacea, tendo como nome científico Pentaclethra macroloba Willd Kuntze. No Brasil, a planta passou a se desenvolver em áreas de várzea, além de crescer na beira de rios. Os estados que apresentam esta planta com abundância são Roraima, Pará, Amapá, Bahia, Acre e Amazonas, onde há grande concentração nas áreas florestais. onde são conhecidas com variados nomes tais como aracaxi, parauaxi, paroacaxi, pau-mulato, pracaqui e tarauaxi. HISTÓRIA Apesar de o Pracaxi já ser usado na medicina popular, ribeirinha e indigena há muito tempo, só começou a ser estudado e usado comercialmente há pouco tempo. Em 2008, no estado do Pará, a coleta de suas sementes passou a ser estimulada como forma alternativa de renda pelos moradores da região da floresta. Como as árvores costumam crescer em áreas de inundação, suas sementes caem na água e são levadas pelo rio, a coleta, muitas vezes, se dá nas margens dos rios. A cata das sementes também pode ocorrer próximo às árvores, mas como são nativas de áreas inundáveis e em regiões de mata fechada, a colheita fica mais difícil devido aos animais e perigos da floresta. As sementes não são colhidas na árvore, pois quando estão maduras caem e é neste ponto que estão prontas para o uso e comércio. A função de colheita é majoritariamente feminina e das crianças. Por isso a prática se mostra imensamente importante para as famílias da região, que veem uma oportunidade de renda alternativa e muito importante para o sustento familiar. O comércio das sementes tem se mostrado não só como uma importante prática comercial, mas também de grande ajuda para a preservação ecológica da região. A colheita, que é feita após as sementes caírem, não necessita de derrubada da árvore ou da quebra de galhos e os habitantes entendem que o ecossistema onde os pracaxis vivem, devem ser preservados para que a árvore produza maior quantidade e qualidade. O pracaxi tem sido uma das muitas espécies nativas da floresta amazônica amplamente estudada por empresas da área de cosméticos e farmacêutica. USO A Partir das sementes se produz o óleo de pracaxi, muito utilizado em cremes e produtos para o rosto e cabelo. O óleo é muito rico em ácidos oleico e behênico, que possuem ação nutritiva e condicionante. Também possui ação umectante e repelente, especificamente contra o mosquito Aedes aegypti. Estudos têm revelado constituintes isolados no óleo com função anti-hemorrágica, anti séptica, depurativa e cicatrizante Nos cabelos ajuda na restauração dos fios, melhorando a aparência geral. Devido à ação antifúngica, combate a caspa e previne a queda, fortalece as raízes. Por ser rico em ácidos graxos de cadeia longa, hidrata e nutre os fios profundamente, diminuindo o frizz e as pontas duplas. Na pele melhora a elasticidade a possui forte ação revitalizante, minimiza manchas e previne o aparecimento de estrias. Cria um filme protetor sobre a pele que impede a perda de umidade e protege de agentes externos como o sol, vento e poluição. Devido suas propriedades antifúngicas, antibacterianas e antissépticas, diminui coceiras e irritações, sendo indicado no caso de dermatites e psoríases. Na medicina popular é usado contra erisipela. Sua casca e sementes maceradas produzem uma pasta muito utilizada em casos de picadas de animais peçonhentos como cobras e escorpiões. É utilizado em banhos de óleo nos cabelos para fortalecer e dar brilho. Auxilia na recuperação da estrutura dos fios e possui ação condicionante. Auxilia na prevenção estrias, estrias pós-parto, cicatrizes, manchas e despigmentação da pele. Sua casca é adstringente, é usada na recuperação do pós parto e também como cicatrizante em feridas. CARACTERÍSTICAS Reino: Plantae Divisão: Magnoliophyta Classe: Magnoliopsida Ordem: Fabales Família: Fabaceae Sub Familia: Mimosoideae Gênero: Pentaclethra O pracaxi, paracaxi ou paroá-caxi é uma árvore da família das Leguminosas - Mimosoideae, com altura de 8 -14 m. Tronco ereto e cilíndrico com casca rugosa. Folhas compostas bipinadas, de cor escura e brilhante. Possui inflorescências em espigas terminais cilíndricas ou subterminais, com flores perfumadas de cor branca com corola campanulada. O fruto é um legume (vagem) achatado, deiscente, glabro, lenhoso, com estrias longitudinais, variando de 16-45 cm de comprimento, com 4-6 sementes grandes, de cor verde que muda para pardo-escura quando madura, abrindo-se bruscamente e projetando as sementes a uma grande distância. REFERÊNCIAS Crespi_Ocorrência, coleta, processamento primário e usos do pracaxi.pdf (orgprints.org) ÓLEO VEGETAL PRACAXÍ – Tropik Cosmetics Beleza verde: lei facilita pesquisa e populariza insumos da Amazônia - 05/06/2016 - Ambiente - Folha de S.Paulo (uol.com.br) ÓLEO DE PRACAXI - "O ÓLEO MILAGROSO" · EBPM Pracaxi: considerado como elixir amazônico protetor da saúde (coisasdaroca.com) Agro 2.0 em Pracaxi é uma árvore que integra a biodiversidade amazônic Óleo de pracaxi: benefícios para pele e cabelos - eCycle Nossos produtos que possuem Pracaxi em sua composição: Macara facial Tea Tree Secativo Tea Tree Esfoliante Tea Tree Oleo Protetor Magna Fili Óleo para Perineo Loção de Limpeza Algodão e Hamamellis Creme Protetor Troca de Fraldas Creme anti Estrias Óleo de Umectação Capilar Manteiga esfoliante para áreas Ressecadas Hidratante Cupuaçu Creme pés Creme mãos

  • Boletim de inverno 2022

    É inicio de um novo ciclo! E todo inicio dever ser celebrado! A cada estação criamos com muito carinho um Boletim, para trazer as boas novas e te propor reflexoes preciosas. Chegou o inverno, o recolhimento e o tempo de de olhar para dentro em uma viajem coletiva e ao mesmo tempo particular. Clique e baixe o boletim de inverno e descubra o que o inverno nos reserva

  • Orquídea

    Origem: diversas Tamanho: até 6 metros Tipo: em sua maioria epífitas Uso: ornamental, culinário, estético, cosmético e medicinal. Orquídeas são todas as plantas que compõem a família Orchidaceae, pertencente à ordem Asparagales, uma das maiores famílias de plantas existentes. Apresentam muitíssimas e variadas formas, cores e tamanhos e existem em todos os continentes, exceto na Antártida, predominando nas áreas tropicais. HISTÓRIA O nome tem origem grega, na palavra “orkhis”, que significa testículo devido ao formato das pequenas túberas duplas que as espécies mais antigas apresentavam. A família Orchidaceae é considerada a maior e mais diversificada de todas as plantas florais, com mais de 25 mil espécies observadas até agora. E todo ano esta lista aumenta com cerca de 300 novas espécies sendo encontradas e catalogadas. Além das espécies selvagens, ainda existem mais de 100 mil orquídeas híbridas cultivadas por especialistas. A história desta planta é muito antiga, até pouco tempo se estimava que tinha tido seu início por volta de 4000 anos atrás, na China e no Japão. Mas estudos mais recentes encontraram, na República Dominicana, grãos de pólen de orquídea em uma abelha presa em âmbar, datadas em 20 milhões de anos! Outros vestígios fósseis foram encontrados, datando do período entre o Jurássico, da era Mesozoica (de 195 a 136 milhões de anos), e o período Cenozóico (64 milhões de anos). Não se sabe ao certo quando os homens começaram a cultivar as plantas, nem se foi para fins estéticos ou medicinais, provavelmente, na costa do Mar Mediterrâneo, onde Orchis e Ophrys são nativas ou, então, na China, com o Homem de Pequim. A palavra Ian, que significa orquídea em chinês, aparece em manuscritos do imperador Sheng Nung e, também, em poemas de Confúcio. Os primeiros registros ocidentais sobre a flor, aparecem na Grécia pelo filósofo e naturalista Teofrasto, discípulo de Aristóteles, cerca de 300 a.C. Teofrasto é considerado o pai da Botânica. Teofrasto usa a palavra “orchis” para denominar certas espécies, mas não se sabe se ele foi o primeiro a dar esta denominação. Já Dioscorides, cirurgião do exército romano, foi o primeiro a estudar e registrar as funções medicinais de duas espécies de orquídeas. Muitos povos antigos consideravam algumas espécies desta planta como sagradas e atribuíam a elas poderes místicos e sagrados. De lá para cá, muitos estudos foram feitos e muitas novas espécies catalogadas, fazendo desta família uma das mais populares do mundo das plantas, sendo cultivadas em praticamente todo o mundo, com exceção dos árticos. É surpreendente como, através de cheiros e formas, essa família vegetal se aproxima dos animais! USO A orquídea é uma planta muito apreciada pela beleza e variedade de tipos, cores e perfumes, sendo usada como ornamento em vasos e jardins. As favas da espécie Vanilla planifolia dão origem à baunilha tão usada na culinária refinada.Na região do cerrado brasileiro encontramos outra espécie a Vanilla edwalli, que tem tido grande procura por ter grande semelhança a Vanilla planifolia. O extrato das flores é rico em mucilagens, minerais, vitaminas e antioxidantes, sendo muito usado em produtos para a pele com função de prevenir o envelhecimento precoce, hidratantes e nutritivas. Para os cabelos fornecem brilho e tonifica o couro cabeludo. Existem variados estudos sobre os benefícios das orquídeas para a saúde, mas é preciso estar atento à espécie, já que o número de espécies é muito grande e nem todas têm as mesmas propriedades. Alguns estudos demonstram grandes benefícios para o sistema reprodutor, regulando ciclos menstruais e, também, aumentando a libido. Algumas espécies possuem substâncias que ajudam a regular a tireóide, controlando a produção de hormônios. Algumas folhas e sementes de orquídeas são ricas em quercetina, astragalina, isoquercetina, gluoconoóxido de Fósforo, aminoácidos e alcaloides que estimulam a atividade celular. A antocianina, a nutina, a apigenina também estão presentes na planta e auxiliam na dissolução de coágulos sanguíneos. REZA A LENDA A lenda de Hoan Lan Conta-se que na cidade de Anam (provavelmente seria o Vietnã nos dias de hoje) vivia uma belíssima jovem chamada Hoan Lan, que era adorada por muitos homens. Um deles, chamado Kien-Fu, trabalhou com grande paciência e produziu as mais belas peças de jade e ouro, e a presenteou, esperando ter seu amor correspondido. No entanto, ela se encantou com as peças para em seguida desprezá-lo, assim como fazia com todos os homens: aproveitava-se da paixão deles para depois agir com frieza e desprezo. O que levou o pobre homem a tirar a própria vida jogando-se no Rio Vermelho O poderoso Deus das Sete Flechas, que a tudo via, decidiu que era hora de castigar a maldade de Hoan Lan e fez com que ela se apaixonasse perdidamente por Mun-Say, homem que não se importava com a beleza de Hoan Lan. Após o feitiço fazer efeito, a jovem não sabia o que fazer para ter seu amor correspondido e, desesperada, acabou encontrando com uma bruxa de pés de cabra. A bruxa fez uma proposta para vingá-la pelo desamor de Mun-Say: que ela desse sua alma em troca de que se ele não se apaixonasse por ela, não se apaixonaria por nenhuma outra mulher. Se sentindo magoada e ressentida, ela aceitou. Assim que se encontrou com Mun-Say o abraçou acreditando ter seu amor correspondido. Mas o feitiço o transformou em uma árvore, desta forma a bruxa cumpriu o que prometeu fazendo com que o homem não se apaixonasse por mais ninguém. Hoan Lan pediu que a bruxa desfizesse o feitiço, em vão. Ela então abraçou a árvore e lá permaneceu por tanto tempo que despertou a compaixão de um poderoso gênio, que decidiu protegê-la antes que a bruxa levasse a alma dela. Colocando a mão sobre a testa da jovem apaixonada e arrependida, o gênio concedeu-lhe o perdão por tudo o que fez, e prometeu que faria com que a bela jovem não se separasse do amado nunca mais. Com um feitiço a transformou em uma flor que correspondia àquilo que Hoan Lan tivera sido ao longo de sua vida: requintada e bela, porém caprichosa e volúvel. Os braços dela se tornaram raízes, que abraçariam a árvore para sempre e assim a manteve unida ao amado. Surgindo, assim, a primeira orquídea. CURIOSIDADE As orquídeas, com um número tão grande de espécies, guardam muitas e variadas curiosidades: Existe uma espécie brasileira, nativa da região do cerrado mineiro chamada Epidendrum scalares que pode chegar a 6 metros de altura. A espécie Oncidium Sharry Baby 'Sweet Frangrance tem cheiro de chocolate. Aliás, tanto o perfume quanto a aparência das orquídeas são produzidas para atrair insetos específicos responsáveis por suas polinizações. Quer saber mais sobre o cultivo dessas maravilhas? Dê uma olhada neste vídeo: Orquídeas CARACTERÍSTICAS Reino: Plantae Divisão: Magnoliophyta Classe: Liliopsida Ordem: Asparagales Família: Orchidaceae Como são muitas e variadas espécies, não há uma única descrição botânica para a planta. No entanto algumas características são comuns a todas elas: São plantas simétricas, ou seja, se colocadas em pé, o lado esquerdo é igual ao esquerdo. Suas flores possuem duas pétalas, normalmente, localizadas nos cantos superior direito e esquerdo e 3 sépalas, uma no centro superior, uma no canto inferior direito e uma no esquerdo. Possui 1 labelo no centro inferior. As plantas crescem indefinidamente, sem ter um tempo de vida máximo. Apesar das plantas pequenas serem muito frágeis e muitas da mudas não chegarem a se tornar plantas adultas, uma vez crescidas, apresentam uma resistência muito grande às adversidades e possuem flores de tamanhos e formas interessantes, com cores variadas, e normalmente com boa duração. REFERÊNCIAS A história das orquídeas - orquideas.eco.br em 21/06/2022 Orquídeas é bom para quê? para que serve, benefícios e malefícios | Dr. Saúde (saudedr.com.br) Orquídeas são aliadas naturais da medicina para tratamentos do corpo e da mente - Uai Saúde A Lenda da Orquídea - Sítio Kolibri - Phalaenopsis (sitiokolibri.com.br) 9 curiosidades sobre Orquídeas que não fazia ideia (agriloja.pt) Orquídea – Wikipédia, a enciclopédia livre (wikipedia.org)

  • Boletim de outono 2022

    O dia: 20 de março A hora: 12:33 OUTONO! Grande momento, em que mais uma estação chega! Um ciclo se fecha e outro se inicia dentro do movimento rítmico da respiração da terra. E para celebrar a Magna Mater lança a nova edição da série Boletins das Estações, reverenciando a natureza em nossa casa, o Planeta Terra. Acesse o boletim clicando no link abaixo

  • Lírio

    “As leis não bastam. Os lírios não nascem da lei.” Carlos Drummond de Andrade Origem: América do Norte, Europa e Ásia Altura: até 2 metros, dependendo da espécie Uso: Ornamental, cosmético, perfumaria e medicinal Os lírios são as flores do gênero Lilium L da família Liliaceae, popularmente também são chamadas de açucena e inclui uma grande variedade de espécies. HISTÓRIA O Lírio silvestre é uma planta conhecida e utilizada pelo homem desde a antiguidade. A história do lírio se mistura a muitas lendas e misticismo, sendo considerada uma planta sagrada em muitas culturas pelo mundo. Há registros de que é cultivada pelos chineses há mais de 3 mil anos. Um dos significados atribuídos à palavra lírio, pelos chineses, é “amor eterno”. Foram achados desenhos de flores em templos e vasos de oferendas à Deusa Hera na Grécia Antiga. É também citado na Bíblia, no discurso de Jesus durante o Sermão da Montanha, relatado nos evangelhos de Mateus e Lucas: “Olhai os lírios do campo”. Pintores medievais e renascentistas expressavam o lírio como imagem da anunciação de algo novo que desce do Cosmos para ser acolhido pela humanidade Em especial, na História da França, a presença do lírio é bem antiga. No ano 1147, Luís VII, Rei dos Francos, adotou uma flor de lírio em seu brasão de armas. Aliás esta planta foi amplamente usada na decoração francesa de nobres e da realeza. Entre os anos de 1655 e 1657 as moedas francesas eram conhecidas como lírios de ouro ou lírios de prata. O lírio foi associado ao 1º de maio na França quando em 1561, o rei Carlos IX foi presenteado com a flor e por gostar tanto pediu para que fossem entregue buques de lírio a todas as damas da corte. Desde então, existe a tradição onde é ofertado essa flor a moças solteiras no começo da primavera, que é na época de primeiro de maio quando acontece a festa do amor. Devido a isso a flor ganhou destaque ao longo da história do país, tendo um forte simbolismo. Atualmente o brasão da coroa da França é composto de três flores de lírios que representam a Santíssima Trindade e as 3 virtudes teológicas: fé, esperança e caridade. Tudo isso demonstra a submissão do rei a autoridade divina, explicando que seu reinado e seu poder são direitos divinos. Também foi um símbolo frequentemente usado em ordens de cavaleiros devido ao seu simbolismo ligado à nobreza e à glória. A maioria das espécies comumente encontradas hoje são espécies híbridas, produzidas através de cruzamentos buscando flores mais duradouras e combinações de cores e de perfumes. Uma das espécies mais conhecidas é o Lilium candidum (o lírio branco). de origem balcânica, se difundiu rapidamente pela região do Mediterrâneo após o imperador romano Augusto emitir uma lei que impunha que todas as plantas consideradas úteis fossem cultivadas na região a fim de evitar a importação. Hoje esta espécie é considerada semi- espontânea USO O lírio é uma planta utilizada para muitos fins há muito, muito tempo. Existem muitas espécies da família Liliaceae que recebem esta denominação, mas é necessário cuidado, pois muitas outras plantas, pertencentes a outras famílias também recebem popularmente este nome, como o lírio do brejo, o lírio da paz e outras plantas como a trombeta branca. Embora algumas espécies tenham o bulbo comestíveis, outras são potencialmente tóxicas e, por este motivo, é necessário cautela ao usar qualquer parte da planta, seja para uso interno ou externo. Seu uso mais popular é o ornamental, com flores muito apreciadas para jardins e arranjos. Devido à seus óleos essenciais e seu perfume é muito utilizado na perfumaria. O aroma da flor possui substâncias peculiares chamadas de feniletilamina. Essa substância ajuda o organismo na produção de endorfinas, que é atribuído a sensações de bem estar e tranqüilidade Antigamente era usada para o tratamento de depressão. Externamente é usado em tônicos e produtos anti envelhecimento devido ao seu poder antioxidante. Extrato das raízes são usados como antisséptico, anti-inflamatório, cicatrizante, refrescante, aromatizante, adstringente, antiacne REZA A LENDA De acordo com a mitologia grega, Hércules, filho de Zeus como uma mortal, foi posto para mamar em Hera enquanto ela dormia, ao acordar ela empurrou o bebê rapidamente e gotas de seu leite voaram e se transformaram na Via Láctea, algumas gotas caíram na terra e foi daí que brotaram os primeiros lírios! Por isso esta flor tinha o nome de Rosa de Hera. Existe também uma versão de que a origem da flor foram as lágrimas derramadas por Eva ao ser expulsa do paraíso. Desde o século XVII o lírio é usado em homenagens à virgem Maria, representando a virgindade, a pureza e a castidade.Dizem que Maria, mãe de Jesus, se apaixonou por José ao vê-lo carregando uma flor de lírio em meio a multidão. Por este motivo, nas várias iconografias, São José é frequentemente retratado com uma vara de onde florescem os lírios brancos. Já no candomblé e na umbanda, a flor é ofertada para a deusa das cachoeiras e rios, Oxum. Na idade Média acreditavam que as flores de Lírio branco protegiam as residências e afastava as bestas, por isso era facilmente encontrada em jardins em frente às casas. CURIOSIDADE A flor do lirio é muito relacionada ao casamento. Na idade média era vista como símbolo de pureza e castidade, sendo por isso comumente eram usados buquês de lirio pelas noivas, ao entrar na igreja. Na China acredita-se que sonhar com lírios significa um casamento próximo. Existem mais de 100 espécies de lírios que variam em número de flores, cores e perfumes. CARACTERÍSTICAS Reino: Plantae Clado: Angiosperma Ordem: Lilales Família: Liliaceae Gênero: Lilium Possui folhas estreitas com veias paralelas, dispostas ao redor do caule. As flores são compostas por seis pétalas, geralmente reunidas em inúmeras inflorescências em hastes longas, de cores diferentes que, dependendo da espécie, podem ser muito perfumadas. A planta tem um caule de oitenta centímetros de altura e dois metros de altura, uma grande flor formada por seis pétalas e sépalas invisíveis e bulbos basais que nutrem o caule e raramente dão vida a uma estrutura de planta com raízes. REFERÊNCIAS Lírio do campo: perfume inigualável, forma exuberante e lição de vida (tudoela.com) em 24/01/2022 História do Lírio, Origem da Flor e Significado na Bíblia | Mundo Ecologia em 24/01/2022 Lirio Curiosidades E Fatos Interessantes Sobre A Flor | Mundo Ecologia em 24/01/2022 Lírio. Flores Em Lendas E Tradições. O Emblema Da Pureza. Flor Do Arcanjo Gabriel. Flor Da Dinastia Bourbon | Jardim de flores 2022 (mygardenspaces.com) em 26/01/2022 Curiosidades Sobre os Lírios | Flores - Cultura Mix em 26/01/2022 Liliaceas Observações botânicas e suas aplicações na Medicina Antroposófica - Flavio E Milanese Produtos Magna Mater com Lírio

  • Boletim de Verão 2021

    O verão começou no último dia 21 e esta estação nos traz muito mais que só calor e chuvas repentinas! A Magna Mater traz mais uma edição dos Boletins das Estações, iniciativa que reverencia os ciclos naturais do nosso planeta. Nos últimos boletins já trouxemos como podemos vivenciar internamente e externamente o inverno e a primavera. Agora chegou a vez do Verão! Pegue o boletim clicando no link abaixo

  • Magnólia

    Origem: Japão Altura: até 20 metros Tipo: Árvore Uso: ornamental, cosmético, perfumaria A Magnólia é um gênero que possui mais de 200 espécies, pertencem à família Magnoliaceae. O gênero foi nomeado a partir de Magnol Pierre, um botânico francês. A especialidade das flores de magnólia é que elas não têm pétalas distintas ou sépalas. HISTÓRIA A Magnólia é uma planta muito antiga, espécimes fossilizados de M. acuminata foram encontrados há 20 milhões de anos, e de plantas identificáveis ​​pertencentes à Magnoliaceae datam de até 95 milhões de anos atrás.. Ela é anterior às abelhas e, por isso, acredita-se que ela tenha sido polinizada por besouros. No final do século XVIII, botânicos e caçadores de plantas que exploravam a Ásia começaram a nomear e descrever as espécies de magnólias encontradas na China e no Japão. As primeiras espécies asiáticas a terem descrições botânicas ocidentais foram as espécies Magnolia denudata e Magnolia liliiflora. Logo depois, em 1794, Carl Peter Thunberg coletou e descreveu Magnolia obovata do Japão e, aproximadamente ao mesmo tempo, a Magnolia kobus também foi coletado pela primeira vez. A Magnólia kobus é cultivada em áreas úmidas, porém com boa drenagem e necessita de solos ricos em matéria orgânica e de sol pleno para seu desenvolvimento e ela pode demorar até 30 anos para dar sua primeira flor. Mas após seu pleno desenvolvimento é a primeira da família a florir, chegando a dar os primeiros botões no fim do inverno. USO Apesar de seu crescimento lento, seu uso mais comum é o ornamental. O extrato de Magnólia contém elevadas quantidades de magnolol e honokiol, dois compostos orgânicos até 1000x mais poderosos em antioxidantes do que a vitamina E, ajudando a proteger a pele dos danos provocados pelos radicais livres. Sendo utilizado em cosméticos para a pele do rosto e corpo para combater o envelhecimento precoce. No Vietnam suas folhas e flores são usadas na medicina tradicional pelas propriedades anti-sépticas, anti-bacterianas e anti-piréticas. O óleo essencial de Magnólia possui agradavel aroma floral sendo muito utilizado no ramo da perfumaria, possui ação antibacteriano e antifúngico. Na aromaterapia é usado para combater a depressão e a ansiedade. CURIOSIDADES As espécies de Magnolia possuem muitas histórias e curiosidades em várias regiões do mundo. O seu simbolismo está ligado ao amor e respeito pela natureza. Sendo vista como um simbolo de esperança, pureza e bondade. Na China, os imperadores a consideravam um símbolo da nobreza, de força e coragem perante as adversidades da vida. Nos Estados Unidos, o Mississippi é conhecido como o "Estado das Magnólias", por esta ser uma espécie comum e protegida que torna o estado mais colorido. No Japão é comum as mulheres tatuarem uma magnólia como símbolo da eterna juventude. Os poetas da "velha Europa" tatuavam uma magnólia no pulso, ou desenhavam várias nos seus cadernos como proteção espiritual da sua criatividade e vulnerabilidade. Na China, as Magnólias são utilizadas para proteger Buda, por isso, são cultivadas à volta dos templos budistas. As flores da magnólia são excelentes presentes quando a intenção é mandar mensagens de força, amor à natureza, simpatia, dignidade, perseverança e nobreza. REZA A LENDA Uma lenda diz que antes só havia uma magnólia. Era alta, forte e com poucas flores. Dentro do tronco havia uma magnólia estrelada, com muitas flores brancas perfumadas. O tronco era o corpo, a flor a alma e floresceram juntos, uma no outro, dando serenidade a todo o jardim. Em um dia de chuva, uma azaleia amarela tocou na árvore, a magnólia não percebeu que era o vento, acreditou que aquele toque estava ligado a um interesse que decidiu retribuir e empurrou cada vez mais as flores a florescer do seu coração estrelado para azalea. Mas a azalea não tinha nenhum sentimento e com o passar do tempo, a árvore de magnólia começo a sentir-se cada vez mais triste até que seu coração se quebrou, separando-se do corpo. Assim nasceram duas árvores, a magnólia alta com suas raras flores nos ramos cobertos de folhas verdes mostra ndo sua força. E a magnólia estrelada sem folhas, com suas flores brancas frágeis como seu coração sem esperança. Há muitos séculos atrás, em uma aldeia africana, existiu um guerreiro chamado Mag. Possuia porte atlético, bonito e viril, era o único filho do feiticeiro de sua tribo que era conhecida por ser dominadora e viver em capturas de outras tribos. Mag chefiava essas expedições de caça a prisioneiros de tribos vizinhas. Em uma de suas excursões de captura trouxe, entre os prisioneiros, Nólia, um jovem de olhar meigo, voz doce e sorriso cativante. Mag observava o jovem, que mesmo prisioneiro, conservava sempre o bom humor, a serenidade e a humildade. Logo Mag se aproximou do jovem e os dois descobriram que tinham muito em comum; eram filhos únicos de feiticeiros de suas tribos, amavam a natureza... Nasceu então uma forte amizade entre os dois. Nólia falava de luas, estrelas, deuses, flores e pássaros... Mag de seu desejo de desbravar florestas e realizar conquistas... Com o tempo a amizade ficou grande demais e transbordou em um amor cristalino,sincero,autêntico.Começaram então os dissabores, sabiam eles que este amor estava fadado ao fracasso. Mag era um guerreiro, filho do Grande Feiticeiro. Nólia, apesar de ser filho de uma feiticeira, era um prisioneiro. E ainda o enevitável agravante: eram ambos do sexo masculino, nunca que a Africa aceitaria essa união. Resolveram então fugir para longe e viver plenamente este amor. Porém o pai de Mag, através de seus feitiços, acabou descobrindo a intenção dos dois, e preparou uma poção. Nólia se preparou com grande esmero, todo de branco, para o grande dia da fuga. Na calada da noite, Mag o libertou do cativeiro e fugiram. O Grande Feiticeiro saiu logo atrás deles com seus guerreiros. Após uma jornada, os encontraram e o Grande Feiticeiro ordenou que os dois fossem colocados um de costas para o outro e enterrados até o joelho. Feito isso, derramou sobre os dois sua poção e imediatamente eles ficaram paralisados no local. A mãe de Nólia pressentindo que algo acontecia, conseguiu se libertar e foi ao encontro deles, chegou a tempo de ver o feiticeiro derramando a poção imobilizadora e profetizou: - Para um feitiço do mal só o bem pode combater, meus queridos, quando o amor por seus algozes vibrarem em seus corações, a mágoa se dissipar e forem capazes de a tudo perdoar, estarão unidos eternamente. Muito tempo se passou, as lágrimas de Mag e Nólia cairam de seus rostos adubando a terra ressequida da África. O clamor de suas vozes, o sofrimento de estarem juntos e não poderem se tocar ou falar, aos poucos, acalmaram seus corações, e um dia esqueceram as mágoas , os rancores e, finalmente, perdoaram. Nesse instante, choveu no solo africano e muitos presenciaram algo extraordinário acontecer: o corpo vigoroso de Mag começou a crescer ganhar grandes dimensões e se transformou em um tronco robusto com lindas folhas verdes reluzentes. Do seu lado, o meigo Nólia se liquefez e adentrou como seiva o tronco que é Mag. A partir deste dia, na primavera, o tronco se cobriu com flores brancas e perfumadas, como uma noiva em núpcias. Tem assim origem a milenar MAGNÓLIA. CARACTERÍSTICAS Divisão: Magnoliophyta Classe: Magnoliopsida Ordem: Magnoliales Família: Magnoliaceae Gênero: Magnolia kobus Árvore caducifólia de pequeno a médio porte ou um grande arbusto nativo de áreas florestais japonesas. Possui formato piramidal quando jovem, amadurecendo e adquirindo uma forma arredondada, densa e extensa. É conhecida por seu florescimento do final do inverno ao início da primavera de flores em forma de cálice ou em forma de xícara, perfumadas. As flores são brancas, muitas vezes tingidas de rosa. Folhas obovates, aromáticas de coloração verde-escuras. As árvores florescem pouco quando jovens e podem precisar de até 25 anos antes de atingir o melhor estado de floração. As sementes vermelhas se formam em vagens que se abrem no outono. REFERÊNCIAS Oscar Brisolara: MAGNÓLIA. FLOR DA PERSEVERANÇA, SIMPATIA, DOÇURA, BELEZA, AMOR, NOBREZA, DIGNIDADE E BELEZA ESPLÊNDIDA em 24/11/21 Mestresabe.com: Magnólia Óleo Essencial de Magnólia "Flores" GT China 10,1ml (emporiolaszlo.com.br) em 26/11/21 https://optolov.ru/pt/dizajjn-odnokomnatnyh-kvartir/magnoliya-krupnocvetkovaya-vyrashchivanie-razmnozhenie-uhod.html http://didi-na-nuvem.blogspot.com/2006/08/lenda-da-magnlia.html https://www.facebook.com/GraciosaPaginaOriginal/posts/3095704403884035/ https://www.abellaeomundo.com/2020/10/magnolias.html https://en.wikipedia.org/wiki/Magnolia_kobus https://www.missouribotanicalgarden.org/PlantFinder/PlantFinderDetails.aspx?taxonid=282534 http://oscarbrisolara.blogspot.com/2016/04/magnolia-flor-da-perseveranca-simpatia.html https://www.escritas.org/pt/t/3299/a-magnolia

  • Malva

    Origem: Europa, Norte da África e da Ásia Tipo: arbusto Altura: até 1 metro Uso: Medicinal, comercial, ornamental MALVA Cresce espontaneamente em quase toda a Europa, Norte da Ásia e África, ao redor de caminhos, taludes, clareiras de bosques, e até em muros, devido ao alto poder de penetração de suas raízes delgadas. Seus maiores produtores são a Bélgica e a antiga Iugoslávia. HISTÓRIA A Malva é uma planta com história antiga, foi considerada como oficinal (com uso medicinal ou farmacológico) no ano 700 a.C.. Seu nome vem de Malakos que, em grego, significa brando ou suave, sylvestris é uma referência a seu habitat natural, que são os bosques. Os romanos cultivavam Malva em seus jardins devido a sua beleza, mas também utilizavam na culinária e como remédio. Os árabes também usavam como alimento. Dioscórides, reconhecido como fundador da farmacognosia (estudo das propriedades medicinais das plantas), a recomendava para várias enfermidades e infecções. Plínio dizia que uma poção feita com o suco de malva evitava a indisposição ao longo do dia.Os pitagóricos a consideravam sagrada, capaz de libertar o espírito da escravatura das paixões. No século XVI, foi denominada de omnimorbia, que significa algo como um “cura tudo”, com a crença que seu efeito laxativo seria capaz de limpar e eliminar todas as doenças do corpo. USO Rica em mucilagens, vitaminas e óleos essenciais. Possui, ainda, alto teor de flavonóides e taninos. Usada como laxante e, em doses elevadas, é suavemente purgativo. Devido à riqueza em mucilagens, protege os tecidos inflamados e irritados. Popularmente é usado para problemas de mucosas e garganta. Favorece a digestão e auxilia na cicatrização de úlceras e outros problemas estomacais. Muito utilizada em gargarejos para combater aftas, gengivites, estomatites e outras afecções orais. A semente de malva tem, segundo Plínio, que cita Xenócrates, poder afrodisíaco. Sem Libellus. De secretis mulierum (um tratado erroneamente atribuído a Alberto, o Grande, escrito em latim entre os séculos 13 e 14), a malva é recomendada como um meio seguro de saber se uma jovem é virgem ou não... REZA A LENDA A Malva é cercada de pequenas alusões e historietas que expressam um encantamento especial! A malva não precisa de terrenos específicos para nascer, crescendo até em solos secos e pedregosos. Antigamente os sábios relacionavam esta adaptabilidade às características mágicas, dando à flor o poder da esperança infinita e a capacidade de resistir à tristeza e aos desafios. A flor de malva segue a direção do sol ao longo do dia. A infusão das folhas são recomendadas para quem tem tendência a assustar. Diz-se também de quem morre que vai criar malvas em alusão à abundância dessas plantas nos cemitérios antigos. Em alguns locais da Galiza, durante a ceia de Natal, foram colocadas na água flores de malva colhidas nas primeiras horas do dia de S. João; portanto as flores já estavam murchas e estragadas, mas dizem que na manhã seguinte, dia 25, pareciam lisas, frescas e frescas como se tivessem acabado de ser cortadas. Conta a Lenda, que na Europa, uma noiva chamada Malva, foi fiel ao seu noivo desaparecido por muitos anos, passeando por horas na aldeia em busca do amado. E nesses lugares onde as lágrimas da noiva caíram, crescia arbustos verdes e fortes com folhas de coração e belos botões. Já no Japão, a planta era considerada a principal protetora da ira dos deuses, pois as propriedades mágicas da malva poderiam deter tempestades, furacões e outros desastres naturais. Isso pois uma certa vez os japoneses deram aos seus deuses um Buquê de Malva, que se encantaram com a beleza das flores, prometendo então ao povo, a sua proteção. Assim, anualmente é realizado o Festival de Malva é realizado, em que mais belas meninas e membros da família real participam. CARACTERÍSTICAS Família: Malvaceae como o Baobá Ordem: Malvales Classe: Magnoliopsida Filo: Magnoliophyta Planta da família das Malváceas. Herbácea anual ou bianual, lenhosa em sua base, com galhos elevados, pilosos e ramificados, de até 01 m de altura. Folhas alternas, pecioladas e com bordos dentados. Flores de até 04 cm de diâmetro, azuladas e com cinco pétalas estreitas, que se dispõem na axila das folhas e que aparecem entre a primavera e o verão. Produtos Magna Mater com Malva REFERÊNCIAS Monografia-Malva.pdf (saude.gov.br) em 14/10/21 https://isabelmitchell.com.br/malva-uso-e-propriedades-magicas/ em 14/10/21 https://biografiaecuriosidade.blogspot.com/2014/06/biografia-de-dioscorides.html em 14/10/21 Malva: propriedades mágicas - Viver Natural em 15/10/2021 https://galiciaencantada.com/lenda.asp?cat=8&id=958 18/10/21

  • São Francisco de Assis

    “Apenas um raio de sol é suficiente para afastar várias sombras” Hoje é dia de São Francisco de Assis, com certeza um dos santos católicos mais famosos e populares. Conhecido como protetor dos animais e dos pobres, teve uma vida humilde e cheia de sacrifícios. Francisco nasceu em 1182 na cidade de Assis, na Itália. Filho de um rico comerciante de tecidos, Pedro Bernardone e uma nobre chamada Pia Bourlemont foi batizado com o nome de Giovanni (João) em homenagem a São João Batista de quem a mãe era devota, mas foi rebatizado como nome de Francesco, uma referência do pai aos franceses, a quem atribuía seu sucesso mercante. Viveu uma vida de luxos e festas até se tornar jovem, demonstrando pouco interesse nos negócios da família ou em estudos. O que gostava mesmo era de se divertir. Quando tinha por volta de 20 anos, em 1203, resolve mudar sua vida e se tornar cavaleiro. O primeiro passo para isso era se tornar escudeiro de um nobre e ele parte com este objetivo. Mas, durante seu percurso, se depara com a pobreza, encontrando vários mendigos pelo caminho. Francisco começa a se desfazer de seus pertences em um impulso de ajudar o outro. Ele desiste de sua intenção em se tornar cavaleiro e volta para casa sem a glória que a família esperava e questiona “como pode haver tanta injustiça, tanto luxo ao lado de tanta pobreza?” Conta-se que, em 1206, em um dia simples, mas muito especial, num momento em que Francisco rezava sozinho na Igreja de São Damião, em Assis, ele sentiu que o crucifixo falava com ele, repetindo por três vezes a frase que ficou famosa: “Francisco, repara minha casa, pois olhas que está em ruínas”. Achando se tratar de uma reforma naquela igreja, vai até sua casa, vende parte do estoque da loja de seu pai e inicia a reforma na capela, onde passou a viver. Quando seu pai descobriu o ocorrido ficou furioso, foi até a capela e trouxe Francisco de volta para casa onde o acorrentou pelos pés. Mas durante a ausência de seu pai, sua mãe o libertou e ele voltou para a capela. Seu pai mais uma vez foi atrás dele, mas desta vez não o arrastou, mas usou de uma ameaça: ou voltava com ele ou abria mão de sua herança. Francisco não pensou duas vezes, abdicou de tudo que tinha, inclusive as roupas que vestia e, ainda nu, disse ao pai: "você foi meu pai aqui na terra, mas agora posso dizer que meu verdadeiro Pai está no céu". Após acabar a reforma da capela inicia uma nova reforma na Igreja de São Pedro, quando não estava trabalhando ele mesmo na obra, saia pela cidade pedindo esmolas para pagar as obras. Em 1208 compreende que a mensagem na verdade não era direcionada à reformas físicas e sim em restaurar a igreja como instituição, acreditando que ela havia se distanciado dos ensinamentos de Jesus e vivia cercada de opulência e luxo. Francisco faz voto de pobreza, passa a peregrinar e fazer sermões pregando a palavra de Jesus. Neste mesmo ano pede autorização ao papa para fundar uma irmandade a ser erigida sobre esses valores Seus sermões ganham fama e ele passa a ganhar cada vez mais seguidores. Seu estilo de vida, sem nenhum bem, nem mesmo casa ou roupas chamam a atenção e em 1210 tem início a "Ordem dos Irmãos Menores de Assis". Sua ideia era que eles deveriam se sentir os últimos, mesmo em comparação às menores criaturas. Isso demandava desistirem do próprio "eu" em prol da importância do "outro". A criação da Ordem era um passo muito importante para que a irmandade fosse aprovada pelo papa, pois, caso isso não acontecesse, seriam perseguidos até a morte. Contudo, suas normas eram tão rigorosas que o então papa Inocêncio III as considerou impraticáveis e mandou o religioso e seus companheiros pregarem aos porcos. Foi o que fizeram até retornarem junto ao pontífice cobertos de lama. O perseguidor inflexível dos hereges ficou impressionado e mudou de ideia sobre Francisco, especialmente após sonhar com o peregrino e interpretar isso como um sinal de que o religioso seria importante para a igreja. Cinco anos depois o Papa Inocêncio III, pelo Concílio de Latrão, reconhece oficialmente a "Ordem dos Franciscanos", designando o Cardeal Ugolino, como o protetor da Ordem. Neste mesmo período Francisco consente que um grupo de monges parta em peregrinação pelo mundo espalhando o sentimento da fé cristã. Nesta peregrinação alguns monges foram martirizados e mortos por um grupo de muçulmanos de Ceuta, por recusarem sua conversão ao islamismo. Ao saber do ocorrido Francisco embarca então para a Terra Santa, onde é aprisionado. No intuito de converter aquele consta que ele atravessou o campo de batalha, chamando pelo Sultão. Foi então levado até o soberano, Al-Malik Al-Kamil (o rei perfeito), tido como pessoa tolerante e aberta em matéria de religião.Dando-se conta que o Sultão hesitava em se converter, propôs que se submetesse ao julgamento de Deus propondo-lhe uma “ordália” (um desafio): os sacerdotes muçulmanos e entrariam no fogo e ver-se-ia, concluída a prova, qual seria a religião superior. Os “clérigos” muçulmanos rejeitaram a prova por considerarem-na uma loucura. Francisco propôs ao Sultão de enfrentar a prova sozinho. Este último recusou. Francisco demonstra então a magnitude de sua fé, andando sobre brasas. Ficou no espírito do Sultão admiração por Francisco e até mesmo um certo desejo de se converter ao cristianismo. Não o fez temendo reação por parte de seu povo. Ofereceu então, presentes a Francisco que ele não aceitou retornar ao acampamento dos cristãos porque não via em Al-Kamil sinal algum de autêntica piedade. Tal versão dos fatos foi imortalizada por Dante em alguns versos famosos da Divina Comédia: “Para lá se dirigiu, com sede pelo martírio, para pregar Cristo e seus apóstolos na presença do orgulhoso Sultão. Encontrando, contudo, um povo difícil de se converter e não querendo ficar inativo, foi recolher alguns frutos no solo da Itália”. Em 1220, ao voltar para a Itália, Francisco identifica que por pressão de Ugolino foram preconizadas novas condutas, especialmente mais flexíveis quanto ao voto de pobreza. No ano seguinte ele apresenta uma nova regra para a ordem: “Observar o Santo Evangelho, viver da obediência, da castidade e não possuir absolutamente nada, e só dividir a pobreza”, O texto, recusado por Ugolino é submetido a retoques e o papa Honório III aceita, mas muito dos traços que caracterizavam os franciscanos, é perdida Decepcionado e doente, Francisco de Assis renuncia à direção da irmandade que criara, e em companhia de discípulos vai viver em contato com a natureza, onde se conta que em sua presença, os peixes saltavam da água e os pássaros pousavam em seus ombros. Louvava a Natureza, Sol, a Lua, e a todos como seus irmãos Didático e com voz calma, Francisco usava diversos recursos, como palavras, símbolos e gestos para transmitir os ensinamentos de Jesus Cristo ao povo. Em 1223, na cidade de Greccio, usou a manjedoura e figuras esculpidas para formar um presépio tal qual conhecemos hoje em uma gruta da região. A ideia surgiu durante uma de suas leituras e, diante da cena, o próprio santo celebrou a missa para o povo Na última vez que esteve no Alverne, Francisco procurou um lugar ainda mais “solitário e secreto” no qual possa mais reservadamente fazer a quaresma de São Miguel Arcanjo. Na manhã de 17 de setembro de 1224, os céus se abrem e Cristo crucificado desce ao Monte Alverne na forma de um Serafim. Ele percebe então marcas de sangue nas mãos e pés, como se tivessem sido atravessados por pregos: os estigmas de São Francisco. Doente, pede que o levem para Assis, onde quer morrer. Assim é feito e assistido pelos discípulos, morre em 3 de outubro de 1226. Dois anos depois de sua morte, é canonizado pelo papa Gregório IX. Na igreja de São Francisco de Assis, Assis, Itália, inaugurada em 1256, estão guardados os restos mortais do santo. Hoje, vemos a força do legado de São Francisco, quando Jorge Mario Bergoglio (o papa atual) foi eleito para assumir o posto à frente da igreja, em 2013, optou por ser o primeiro a adotar o nome de Francisco. Apesar de ser jesuíta - e não franciscano - o pontífice considerou o forte exemplo do santo ao homenageá-lo. Durante uma audiência com jornalistas, após ser escolhido o novo líder da Igreja Católica, o papa explicou a opção pelo nome: "Na eleição, eu tinha ao meu lado o arcebispo emérito de São Paulo, um grande amigo. Quando a coisa começou a ficar um pouco perigosa, ele começou a me tranquilizar. E quando os votos chegaram a 2/3, aconteceu o aplauso esperado, pois, afinal, havia sido eleito o Papa. [...] Ele me abraçou, me beijou e disse: 'Não se esqueça dos pobres'. Aquilo entrou na minha cabeça. Imediatamente lembrei de São Francisco de Assis" Quem não tem em seu cotidiano ou em sua memória alguma referência a Francisco de Assis e seu imenso amor? ORAÇÃO DE SÃO FRANCISCO Senhor, fazei-me instrumento da vossa paz. Onde houver ódio, que eu leve o amor. Onde houver ofensa, que eu leve o perdão. Onde houver discórdia, que eu leve a união. Onde houver dúvidas, que eu leve a fé. Onde houver erro, que eu leve a verdade. Onde houver desespero, que eu leve a esperança. Onde houver tristeza, que eu leve a alegria. Onde houver trevas, que eu leve a luz. Ó Mestre, fazei que eu procure mais: consolar que ser consolado; compreender que ser compreendido; amar que ser amado. Pois é dando que se recebe, É perdoando que se é perdoado E é morrendo que se vive para a vida eterna! Oração a São Francisco de Assis (Para salvar ou encontrar um animal) São Francisco misericordioso. Peço ajuda para salvar, ou encontrar, este animal. O nome do bichinho é X. Com a plenitude de tua compaixão, não permita que ele seja cruelmente tratado, nem que permaneça em cativeiro. Peço ajuda a São Francisco, Padroeiro dos animais, que me ajude a salvá-lo (ou encontrá-lo). Em qualquer lugar da terra. Em nome de São Francisco que está presente em toda parte, guia-me com teus olhos, para que possa salvá-lo (ou encontrá-lo). Cuide para que o meu animal esteja a salvo! Que assim seja. Amém. https://g1.globo.com/sp/vale-do-paraiba-regiao/especial-publicitario/santa-casa-braganca-paulista/saude-braganca-paulista/noticia/2020/10/04/dia-de-sao-francisco-de-assis-veja-relato-de-fe-e-oracoes.ghtml (em set/21) https://www.ebiografia.com/sao_francisco_de_assis/ (em set/21) https://www.santuariodocaraca.com.br/santos-de-devocao/historia-de-sao-francisco-de-assis (em set/21)/ https://franciscanos.org.br/ (em set/21) https://www.bol.uol.com.br/listas/curiosidades-sobre-sao-francisco-de-assis.htm (em out/21)

  • Dia de Michael

    Oh Micael, celeste herói, dá nos força e coragem. Dá nos força e coragem em nossos corações, em nossos corações. No dia 29 de setembro comemora-se o dia de Micael, ou São Miguel Arcanjo. Apesar de não ser uma data muito comemorada no Brasil, ela tem grande importância em outras partes e culturas do mundo e em diversas linhas de estudo como a antroposofia. Seu nome significa “quem como Deus” e é considerado um dos príncipes do céu, corajoso guerreiro contra as forças maléficas. Seu dia está próximo ao equinócio da primavera e ocorre após uma intensa queda de meteoritos que acontece nos meses de julho e agosto. Dos meteoritos se desprende ferro, que se liga ao enxofre, purificando o ar e a atmosfera terrestre. As finas partículas de ferro que se desprendem, são carreadas na terra e nas águas e depois absorvidas pelas plantas e chegam até nós quando nos alimentamos destas plantas! Este ferro meteórico contém a imagem de Micael, pois este metal é, arquetipicamente, associado à Marte, senhor da guerra, e Micael deriva do mito de Marte. Mas cristianizado e valorizado em seu aspecto mais solar, vinculado à imagem de Cristo. Micael está sempre ligado de forma cósmica a Cristo, na bíblia ele está à direita do Senhor. No esoterismo ele é a face de Cristo. Micael é o co-participe da criação dos homens, porta em si as forças originais dos deuses e dos homens, colaborando na criação da força humana. Por isso ele luta para que o impulso crístico seja acolhido por nós. Micael acredita e quer ajudar os seres humanos, mas ele não propõe um êxtase glorioso ao céu. O que ele busca é o despertar de um consciência na Terra, para uma evolução consciente e atuante do homem enquanto corpo na terra. Durante o inverno, nos interiorizamos e, olhando para dentro, nos deparamos com o que precisa ser transformado. Como vimos, a primavera é a época da mudança. E logo após o início da primavera vem Micael, para nos dar força para enfrentar estes desafios, nos lembrando que não basta tomar consciência das coisas, do que precisa ser mudado, é preciso agir, atuar no mundo e modificar o que está desequilibrado ou fora do lugar. Micael é a própria representação de nossa maior missão primaveril: agir junto à natureza, atuando junto com suas forças, sem no entanto se deixar dominar por seus instintos. Abrir a porta do impulso da vontade sem cair no abismo da vontade. E como Micael, ser capaz de dominar, e não matar, nossos dragões interiores, nos deixando prontos para receber Cristo na época do natal que chega na próxima estação. Oração de Micael “Temos que erradicar da alma todo medo e temor do que o futuro possa trazer ao homem. Temos que adquirir serenidade em todos os sentimentos e pensamentos a respeito do futuro. Temos que olhar para a frente com absoluta equanimidade para com tudo o que possa vir. Temos que pensar somente que tudo o que vier, nos será dado por uma direção mundial plena de sabedoria. Isto é parte do que temos que aprender nesta era: Viver com pura confiança sem qualquer segurança na existência. Confiança na ajuda sempre presente do mundo espiritual. Em verdade, nada terá valor se a coragem nos faltar. Disciplinemos nossa vontade e busquemos o despertar interior, todas as manhãs e todas as noites.”

bottom of page
window.addEventListener('load', function() {document.getElementById("SITE_FOOTER").innerHTML+='
Link whatsapp
';});