Lixo nosso de cada dia


Quanto lixo você produz por dia? E por mês? Consegue visualizar este volume? E para onde seu lixo é encaminhado? seu lixo, nosso lixo… Nosso. De acordo com a SLU o Brasil produz 1 quilo de lixo por habitante a cada dia, o que corresponde a mais ou menos 78,4 milhões de toneladas por ano!


Em geral, existem três destinos para todo o lixo e resíduos sólidos que são descartados: lixões, aterros sanitários e aterros controlados. O lixão é um depósito de lixo, uma área a céu aberto onde se joga e se acumula em pilhas. É o pior tipo de descarte, produz gás e líquidos residuais que são liberados no meio ambiente, atrai animais e pessoas em situação de miséria que acabam vivendo de forma totalmente insalubre. O aterro controlado é um intermediário, geralmente são áreas próximas a lixões que passaram por um processo de recuperação e foram tomadas algumas precauções para reduzir os impactos ambientais.

Por fim, temos os aterros sanitários, que são locais preparados para receber e conter os resíduos. O solo é previamente preparado e impermeabilizado para que não haja absorção, há sistema de drenagem de chorume, que encaminha a substância para tratamento e depois o devolve ao ambiente sem oferecer riscos de contaminação. Além disso, é realizada a captação e queima do gás metano liberado.Dentre os sistemas existentes o aterro sanitário é a melhor opção.


A reciclagem é um processo de re-transformação de material descartado no mesmo material novo ou outro material. É uma opção ainda melhor para o descarte, de todo o lixo produzido no Brasil estima-se que 30% tenha potencial de ser reciclado, mas apenas 3% é de fato reciclado. Um dos motivos é que apenas 17% da população do Brasil tem acesso a coleta seletiva e destes apenas 50% do que poderia ser reciclado é de fato enviado de forma correta.


Mas temos que pensar se o que jogamos no lixo é realmente lixo? Para responder esta pergunta temos que nos fazer outra: o que é lixo? Formalmente consideramos lixo qualquer material sem valor ou utilidade, ou detrito oriundo de trabalhos domésticos, industriais etc. que se joga fora. Ou seja, lixo é tudo que considerarmos lixo. O ser humano é o único ser vivo que produz lixo, pois o lixo é um conceito e depende da interpretação de cada um, se não uso mais e jogo fora, é lixo!


Então qual a solução? A solução é diminuir drasticamente nossa produção de lixo! E isso é possível? Sim, é possível! Existe hoje um movimento chamado de Lixo Zero, onde se propõe uma vida sem a geração geração de resíduos, com o encaminhamento correto do reciclável e a produção de adubo com o resíduo úmido. Muitas pessoas já se declaram totalmente lixo zero não produzindo resíduo há mais de um ano.


E mesmo que você não consiga chegar neste nível, com certeza com medidas simples é possível reduzir muito a produção de lixo.


São 11.355.220 toneladas de plásticos por ano. Consumimos plásticos descartáveis a todo momento: são embalagens, talheres, sacos e sacolinhas, brinquedos, eletroportáteis… E apenas 1,28% é encaminhado corretamente para a reciclagem.


Diminuir nosso consumo de plástico é possível com medidas simples: dar preferência para as comidas e utensílios que não são embalados individualmente ou que tenham embalagens ecológicas e reutilizáveis. Sempre levar sacolas de casa na bolsa, recusando receber novas. Optar pelo uso de garrafas de vidro e ter sempre uma garrafinha ou copo quando sair de casa. Evitar compras desnecessárias, por impulso, de brinquedos descartáveis e pequenas bugigangas. Quando for descartar algo, separar adequadamente os materiais limpos e secos.


Outra medida que diminui o impacto é a utilização de roupas de materiais naturais como linho e algodão. Hoje existem no mercado roupas ecológicas produzidas com cânhamo (que geram menos impacto ambiental na produção do que o algodão) e até de garrafas pet.

Sobre roupas, ainda temos a opção de adquirir roupas semi novas em brechós ou participar de grupos de trocas, prática que tem se difundido onde pessoas se encontram com variados itens em bom estado que não lhe servem mais para trocar por outros itens.


Aproveitar bem os alimentos evita o desperdício e ainda gera economia de gastos. Há várias receitas e tutoriais na internet que ensinam maneiras de aproveitar os alimentos integralmente. O que não é possível aproveitar pode ser usado para virar adubo em composteiras e minhocários domésticos. O uso de alimentos in natura e sem embalagens também é um hábito saudável e de geração zero de resíduo, se possível, comprar grãos e outros produtos à granel evitando enlatados e o excesso de embalagens.


O uso de fraldas e absorventes descartáveis, que demoram cerca de 500 anos para se decomporem, geram um volume enorme de lixo, estima-se que uma criança use de 3.000 a 4.000 fraldas até o desfralde. Há fraldas ecológicas, feitas de materiais biodegradáveis e também fraldas de pano, as fraldas modernas são práticas e bonitas e dão muito menos trabalho que a maioria das pessoas pensam. Para os absorventes femininos existem várias opções, desde paninhos até coletores de silicone.


Alguns dados que podem nos motivar:


- Uma tonelada de papel reciclado poupa cerca de 22 árvores, economiza 71% de energia elétrica e polui o ar 74% menos.


- A natureza leva 2 a 6 semanas a decompor um jornal, 1 a 4 semanas as embalagens de papel, 3 meses as cascas de frutas, 3 meses os guardanapos de papel, 2 anos as bitucas de cigarros, 2 anos os fósforos, 5 anos as pastilhas elásticas, 30 a 40 anos o nylon, 200 a 450 anos os sacos e copos de plástico, 100 a 500 anos as pilhas, 100 a 500 anos as latas de alumínio e um milhão de anos o vidro.


Agora que sabemos um pouco sobre o que jogamos fora e como diminuir nossos resíduos, que tal falarmos sobre o que usamos para a limpeza, de nossos corpos e nossa casa? Mas isso fica para a próxima publicação, na quinta-feira (17/09), não perca!




RECOMENDAMOS:

https://www.vagalume.com.br/arnaldo-antunes/cidade.html

https://www.dinamicambiental.com.br/blog/meio-ambiente/diferenca-lixao-aterro-sanitario-aterro-controlado/

https://agenciabrasil.ebc.com.br/internacional/noticia/2019-03/brasil-e-o-4o-pais-que-mais-produz-lixo-no-mundo-diz-wwf

https://www.ecycle.com.br/component/content/article/67/8127-mascaras-e-luvas-descartadas-de-modo-incorreto-comecam-a-chegar-ao-oceano.html

https://aguasustentavel.org.br/publicacoes/blog/53-5-fato-sobre-sustentabilidade-que-vc-precisa-saber

https://portal.fmu.br/reciclagem-no-brasil-panorama-atual-e-desafios-para-o-futuro/


{ Dúvidas sobre nossos produtos ou sobre seus pedidos? Adicione a gente no Whatsapp (31) 997 950 441 }

Homeopatia Magna Mater
Produtos Naturais Ltda.

 

CNPJ 65.186.793/0001-20

Farmacêutica Responsável: 
Vitória Schembri CRF 067723-FHB

Autorização MS: 0.17804.01

Alvará Vigilância Sanitária: 019483

  • Black Facebook Icon

Rua Montes Claros, 509 
Belo Horizonte, MG
CEP 30310 370

(31) 3287 9288 WhatsApp (31) 99795 0441

atendimento@magnamater.com.br