Dia da Avó


“Santana é a mãe da mãe de Deus Santana é a avó do Cristo”

Hoje é dia da vovó. E muitas lembranças podem nos remeter a esta pessoa tão especial em nossas vidas.


Almoço de domingo, mesa cheia, macarrão e frango assado. Todos os primos reunidos, correndo e brincando enquanto as tias e tios, no sofá, conversam assuntos de adulto. Bolo de mandioca, biscoito de polvilho e um café bem docinho! Histórias longas que demoravam muitos dias para acabar, lãs e linhas, novelos e agulhas… Tudo isso me remete a boas lembranças amorosas de minhas avós.


Geralmente é uma pessoa muito importante na vida das pessoas, muitos dizem que ser avó, ou avô, é ainda melhor que ser mãe ou pai! É um sentimento que se expande.

Mas para além de toda a influência amorosa que nossos avós podem representar, queremos lembrar que eles são nossos ancestrais, são a ponta mais próxima de uma longa corrente que nos trouxe até quem somos. Carregam consigo uma história, parte importante de nós mesmos. Muitas destas histórias se perdem no tempo e assim perdemos nosso passado. É importante valorizar as memórias das pessoas que estavam aqui antes de nós, escutar suas histórias, tradições e lembranças, assim como as lembranças que elas escutaram de seus ancestrais. Existem conhecimentos riquíssimos que podem se perder, tradições centenárias e detalhes importantes de nosso passado que tem relação com nosso presente e, com certeza, se refletirá em nosso futuro neste bailar constante do tempo.


Quando nossos filhos se encontram com nossos pais e avós toda uma cadeia temporal se transforma em um grande espiral que, se alimentado, pode se tornar eterno, em um ciclo sem fim de aprendizados, onde o novo aprende com o velho, o futuro com o passado.


© Copyright