HERBÁRIO   Calêndula

CALÊNDULA

Calendula officinalis

Família: Asteraceae.

Origem: Europa Meridional

Tipo: Herbácea

Altura: 30 a 60 cm

Uso: Terapêutico, medicinal, cosmético e culinário

Calendula officinalis, popularmente conhecida como calêndula, é uma planta perene herbácea que cresce em quase todas as partes do mundo. Na natureza, esta planta cresce em solos argilosos e arenosos. Na parte norte da Índia cresce como uma erva daninha.

 

HISTÓRIA

 

Várias origens são mencionadas para a calêndula, como Egito, Europa central, leste e sul, Ilhas Canárias e Região Mediterrânea. Atualmente, é considerada planta cosmopolita cultivada em várias partes do mundo, tendo sido trazida e disseminada ao Brasil nos meados do século XVIII.

 

É uma das primeiras flores cultivadas conhecidas. Em países europeus é cultivada  desde o século 12. Na Grécia antiga suas pétalas foram utilizadas principalmente para fins de decoração.

 

Os Árabes e Indianos, já conheciam as atividades corantes e medicinais da calêndula desde a antiguidade, sendo posteriormente cultivada pelos Gregos, que a utilizavam em seus festejos e até faziam grinaldas para seus heróis, assim como fazem na Índia até os dias de hoje, para coroar suas divindades. Em latim – kalendulae- representa o primeiro dia do calendário romano. Os romanos a denominavam de "solsequium", que significa seguidora do sol, pois além da intensa coloração amarela, ela costuma abrir suas flores com a presença do sol e fechar no entardecer. Suas pétalas secas foram utilizadas para substituir o açafrão como condimento. Foi muito utilizada durante as guerras (civil norte americana e primeira mundial) como anti-inflamatória e antisséptica em feridas.

USO

A calêndula é uma das plantas mais versáteis e popular pelos seus usos terapêuticos e cosméticos. Possui efeito cicatrizante e ação antisséptica sendo indicada para inflamações, acnes, bolhas e queimaduras solares

 

É também muito aplicada em problemas digestivos, como disbiose intestinal e gastrite.

 

As flores contém óleo volátil e um composto amargo que tem propriedades antibacterianas, anti-inflamatórias e efeito calmante. São usadas em forma de cataplasma ou em cremes para curar feridas e picadas de inseto. 

 

O Extrato Glicólico ou óleo pode ser incorporado em cosméticos como shampoos, cremes, sabonetes, loções e óvulos. 

 

Na pele, a calêndula é usada como hidratante e nutritiva por ser ricas em flavonoides e carotenoides, além de proteínas e vitamina C.  O banho local é usado para tratar hemorroidas. 

Nos cabelos, é indicada para a manutenção da saúde dos fios e da coloração loura, dada por seus pigmentos também usados no tingimento de tecidos e fios naturais.

As pétalas de flores e folhas desta planta são comestíveis. Um corante amarelo é produzido a partir de pétalas e pode ser usado como um substituto do açafrão. As pétalas são adicionadas em sopas, arroz, cremes, sobremesas lácteas, omeletes e biscoitos para aromatizar e colorir. Também são adicionadas em saladas como enfeite.

 

 

 

REZA A LENDA

 

Lindas referencias são relacionadas com a Calêndula

Popularmente é conhecida como a Erva do Perdão, é citada como ótima para pessoas rancorosas, que têm dificuldade de perdoar, que estão sempre acumulando mágoas, que se acham injustiçadas ou tratadas com pouco caso por todos; para quem tem constante mau humor, e vê a vida de forma linear, sem criatividade para sair dos problemas, também para quem quer esquecer traumas ou lembranças infantis que incomodam cuja raiva explosiva que age como um corrosivo, provoca lesões no corpo físico, etérico, mental e emocional. 

Resgata o amor da luz solar – arquétipo paterno – reencaminhando a energia destrutiva para retecer e recriar o que o indivíduo destrói.

 

Os antigos egípcios acreditavam que possuía propriedades de rejuvenescimento. Os hindus utilizavam-na para decorar altares.
 

Uma das lendas que a envolvem diz que a menina que pisar descalça em suas pétalas, começará a entender a linguagem dos pássaros.
 

Seus poderes também são invocados em sonhos premonitórios. Uma guirlanda de calêndulas na porta de entrada da casa espanta qualquer mal.
 

Outra crença popular sobre a calêndula é de que se não abrirem suas flores até 7 horas, pode aguardar chuva.

 

Os feiticeiros espanhóis aconselhavam usar um talismã de calêndula colhida quando o sol estivesse entrando no signo de virgem, embrulhadas junto com um dente de lobo e folhas de louro para proteger de todos os perigos.

 

Na idade média os curandeiros aconselhavam as mulheres noivas, a cozinhar uma poção de calêndula, misturando mel e vinho branco, esfregavam o corpo com esta mistura acreditando que os futuros maridos lhes apareceriam em sonhos. 

 

 

CARACTERISTICAS

 

Nome botanico: Calendula officinalis

Nomes Populares: Calêndula, Malmequer, Maravilha-do-jardim

Classe: EUASTERÍDEAS II
Ordem: Asterales como as Gerberas
Família: Asteraceae como o Dente de Leão.
Subfamília ASTEROIDEAE Tribo CALENDULEAE
Gênero Calendula
Espécie : C officinalis 

 

Ciclo de Vida: Anual

Raízes: fasciculadas, ligeiramente amareladas e cilíndricas

Caule: anguloso, curto e sólido, ereto ou prostrado, pubescente; 

Folhas: ligeiramente denteadas, alternas, lanceoladas, com pelos glandulares em ambas as faces; as inferiores são espatuladas, obtusas ou agudas no ápice, com 10-20 cm de comprimento e 1-4 cm de largura; as superiores são oblongas a lanceoladas e mucronadas no ápice, com 4-7 cm de comprimento; brácteas involucrais com 7-15 cm de comprimento, revestidas de longos pelos glandulares;

Inflorescências: capítulos no ápice dos caules, de 3-7 cm de diâmetro, com flores de cores heterogêneas, podendo variar do amarelo ao alaranjado; as flores centrais são tubuladas e estéreis, já as periféricas são liguladas e férteis; apresentam frutos secos tipo aquênio, estreitamente oblongos e curvos



 

REFERENCIAS

 

http://www.cotianet.com.br/eco/herb/calend.html

https://revistas.ufpr.br/academica/article/viewFile/30013/19400

http://findmeacure.com/2006/10/14/calendula/

https://www.greenme.com.br/usos-beneficios/3722-calendula-propriedades-usos

https://www.jardineiro.net/plantas/calendula-calendula-officinalis.html

https://www.portalsaofrancisco.com.br/bem-estar/calendula

http://despertarfeminino.com.br/principal/index.php/2017/02/02/menina-do-dedo-verde-calendula/

http://www1.londrina.pr.gov.br/dados/images/stories/Storage/sec_saude/fitoterapia/publicacoes/calendula2.pdf

BORNHAUSEN L. Rosy. As Ervas do Sitio.7ª edição. São Paulo, BEI comunicação 1998.

TESKE Magrid; TRENTINI AnnyMargaly M. Herbarium: Compêndio de Fitoterapia. 3ª Edição. Curitiba: Herbarium 1995.

m 1995.

— Produtos Magna Mater com Calendula 

{ Dúvidas sobre nossos produtos ou sobre seus pedidos? Adicione a gente no Whatsapp (31) 997 950 441 }

Homeopatia Magna Mater
Produtos Naturais Ltda.

 

CNPJ 65.186.793/0001-20

Farmacêutica Responsável: 
Vitória Schembri CRF 067723-FHB

Autorização MS: 0.17804.01

Alvará Vigilância Sanitária: 019483

  • Black Facebook Icon

Rua Montes Claros, 509 
Belo Horizonte, MG
CEP 30310 370

(31) 3287 9288 WhatsApp (31) 99795 0441

atendimento@magnamater.com.br